Programa Na Mão Certa

Novos caminhos para o enfrentamento da violência sexual contra crianças e adolescentes nas empresas


Fotos: Romero Cruz

Com o objetivo de qualificar atuação e integrar a causa na estratégia de gestão das empresas, a Childhood Brasil apresentou o Projeto Soluções & Ferramentas

Como exemplo de práticas empresarias de prevenção e enfrentamento da violência sexual contra crianças e adolescentes, tema do Painel II do 12º Encontro Anual Na Mão Certa, a Childhood Brasil apresentou o inovador Projeto Soluções & Ferramentas, um importante avanço do Programa Na Mão Certa.

Desenvolvido por meio de projetos-piloto durante 2018, o desafio foi aceito por 9 empresas: C&A, Duratex, Intercement, Instituto Triunfo, Leão Alimentos e Bebidas, Patrus, Ritmo Logística, Tenda Atacado e Ultragaz.

"A ideia era estimular práticas mais avançadas que capturassem a temática da violência sexual contra crianças e adolescentes como um dos temas da agenda de direitos humanos das empresas, além de testar novas estratégias", explica Ane Ramos, consultora da Childhood Brasil e responsável pela assessoria às empresas.


Ane Ramos, Consultora

Durante a apresentação, Ane Ramos disse que, para além do cenário nacional e internacional de crescente demanda da agenda de direitos humanos, nos últimos anos foi possível perceber, no âmbito do Programa Na Mão Certa, o surgimento de novas demandas e oportunidades junto as empresas participantes. Como exemplos, a necessidade de haver business cases das empresas e maior clareza sobre como elas poderiam aumentar sua contribuição com a causa, a intenção de cobrar maior empenho das empresas que aderiam ao Pacto Empresarial, e a oportunidade de contemplar a causa em planos estratégicos das empresas.

Até os projetos-pilotos serem postos em práticas, em 2018, o Projeto Soluções & Ferramentas começou a ser estruturado ainda em 2014, quando houve a demanda por um “Banco de Boas Práticas” para registrar as ações de empresas referência na atuação pela causa da Childhood Brasil.

"Mais do que o reconhecimento, a ideia era orientar e apoiar o setor privado para aprimorar o planejamento e a implementação de ações de enfrentamento da violência sexual contra crianças e adolescentes, vinculando assim o tema à gestão e estratégia dos negócios. Foi a partir desse estudo e do planejamento estratégico de 2015 a 2020 da Childhood Brasil, que ficou evidente a necessidade de segmentar e criar novas soluções para fomentar o avanço da causa de forma a envolver stakeholders distintos das empresas participantes do Pacto Empresarial”, afirma Eva Dengler, Gerente de Programa e Relações Empresarias da Childhood Brasil.

Até então, as empresas mais atuantes do Programa concentravam suas ações no Projeto de Educação Continuada, priorizando o profissional das estradas e deixando em segundo plano outros públicos de sua cadeia produtiva, mas igualmente importantes para a causa. Assim, o Projeto Soluções & Ferramentas iniciou em 2015 com o objetivo de qualificar a atuação das empresas participantes do Programa Na Mão Certa, especialmente àquelas que atuavam de forma estruturada no Projeto de Educação Continuada.

"As táticas exitosas que as empresas já utilizavam seriam a inspiração para a construção das novas soluções”, destacou Ane Ramos.

Para direcionar as empresas com soluções adequadas para prevenir e enfrentar a violência sexual contra crianças e adolescentes foram então estabelecidos três públicos existentes na cadeia produtiva das empresas: Cadeia de Fornecedores, Lideranças e Público Interno, Comunidade e Rede de Proteção.

Para cada público específico foram desenvolvidas soluções e ferramentas de apoio às empresas na inclusão do enfrentamento da violência sexual contra crianças e adolescentes em suas estratégias de negócio e, consequentemente, em suas práticas.

Novos caminhos para uma atuação mais efetiva

Além de evidenciar as particularidades do ambiente corporativo, a diversidade e as semelhanças na gestão das empresas, o Projeto Soluções & Ferramentas resultou em um conjunto de estratégias validadas pelas empresas participantes. Para cada público, a metodologia combinou diretrizes ordenadas por quatro dimensões definidas em:Gestão, Capacitação, Engajamento-Comunicação, e Desempenho.

O conjunto de empresas pioneiras participantes trouxe para a equipe do Programa Na Mão Certa realidades muito distintas. Como consequência, embora houvesse procedimentos e etapas estabelecidas para a realização da assessoria junto à cada empresa, na prática, para cada projeto-piloto foi necessário adequar o ritmo de trabalho, a abordagem e também reconhecer que para contextos tão diversos não seria possível um padrão de ações.

"Os resultados registrados, no entanto, são muito representativos. Para o Programa, são exemplos de iniciativas que reforçam a importância da atuação do setor empresarial com a causa e o potencial de impacto que pode ser alcançado no ambiente corporativo. A partir da observação dos processos de operação e gestão em cada negócio, os participantes demonstraram a variedade de formas que uma empresa pode trabalhar a causa em seu contexto. Mesmo empresas que adotaram direcionamentos iguais, seguiram por caminhos distintos”, conclui Eva Dengler, Gerente de Programa e Relações Empresarias da Childhood Brasil.

Acesse a Apresentação Projeto Soluções & Ferramentas
Autor: Ane Ramos - Consultora


Agradecemos às empresas pioneiras pelo empenho nos projetos-piloto realizados em 2018!

Entrega do Reconhecimento aos representantes das 9 empresas pioneiras

 

  Leia também  

Programa Na Mão Certa avança alinhado a estratégias internacionais
A importância das parcerias e pesquisas na prevenção e no enfrentamento da exploração sexual de crianças e adolescentes
Práticas empresarias de prevenção e enfrentamento da violência sexual
Momento de Reconhecimentos
Mensagem para 2019: uma nova rota para o futuro

 

Voltar